Património

Ao longo dos séculos, a freguesia de Souselas e Botão foi vendo o seu património civil e religioso ser construído, ainda que pouco se saiba sobre algumas construções antigas anteriores ao século XVIII. Relativamente ao património religioso, destacam-se  a Igreja Matriz[1] datada de há mil e cem anos cujo padroeiro é São Tiago, o Passal e a Residência Paroquial, o Cruzeiro, e a Capela do Senhor do Terreiro (em Souselas); a Capela de S. João, a Capela da Nossa Senhora da Agonia e o Templete das Alminhas (na Marmeleira), a Capela de Nossa Senhora da Boa Morte, a  e a Alminha de São Romão (em Sargento-Mor), a Capela de São Martinho (na Zouparria do Monte), a Capela de Nossa Senhora da Nazaré (São Martinho do Pinheiro). 

Capela da Nossa Senhora da Nazar
Capela de São Martinho
Igreja Matriz de São Tiago
Capela de Nossa Senhora das Preces

Também a Igreja paroquial de São Mateus (primeiros documentos históricos datam de 1116), a Capela de São Sebastião, o cruzeiro setecentista (Botão), Capela de São Miguel (Outeiro); Capelas de São Sebastião e do Senhor dos Aflitos (Larçã); Capela de Nossa Senhora da Conceição (Paço); Capela de São Pedro (Mata); Capela de Santo António (Póvoa do Loureiro); Capela de Nossa Senhora da Lapa e Igreja de Santa Catarina (Paúl); 

Igreja Paroquial de São Mateus
Capela de São Sebastião
Capela da Nossa Senhora da Conceição
Capela de São Miguel

Capela do Senhor do Terreiro (meados Séc. XX)
Fonte Centenária da Marmeleira (1775)
Cruzeiro Setecentista do Botão

Para além deste património religioso, a freguesia conta também com outros exemplares edificados nomeadamente a Casa Nobre ou Palácio Manuelino (Botão), o Chafariz que data de 1939 com inspiração Arte Déco da Escola do Estado Novo (Souselas); assim como avarias nascentes, fonte e lavadouros da freguesia. Estas fontes, dispersas por diversos lugares, ainda conservarem utilidade pública e beleza digna de apreciação. Os lavadouros eram espaços de sociabilização da vida aldeã, cuja água servia para a lavagem das roupas e aproveitada para a rega e consumo doméstico.  

Fonte 2 de Larçã
Fonte 3 de Larçã

Fonte de Botão (1)
Fonte de Botão (2)
Fonte de Botão (3)

Lavadouro da Marmeleira (1)
Lavadouro da Marmeleira (2)

Refiram-se também como lugares de interesse, a “Praia Fluvial” do Botão e a árvore do Freixo ao lado da Capela de São Miguel do Outeiro.

Praia Fluvial do Botão (1)
Praia Fluvial do Botão (2)

Árvore do Freixo (Outeiro) (1)
Árvore do Freixo (Outeiro) (2)

[1] Na igreja matriz, durante o século XVI (em 1594) foi construída a capela do Santíssimo, posteriormente profanada e saqueada pelos soldados franceses, durante as invasões napoleónicas

(Projeto de Lei nº 202/VII)