Gastronomia

Pela importância das tradições ligadas à agricultura e à pecuária, não é de estranhar que a gastronomia espelhe a qualidade dos seus produtos, com sabores e aromas que parecem exalar das paisagens de onde provêm, e com muitos ingredientes trazidos diretamente do campo para a cozinha. A sua gastronomia e culinária integra-se na região de Coimbra, Bairrada e Província da Beira-Litoral, donde recebe influências diversas. Destacam-se alguns dos pratos típicos que se podem saborear nesta região, nomeadamente o Leitão, o Serrabulho (aquando da matança do porco), Galo Corado, Javali (grelhado, assado ou cozido), os negalhos (com pedaços de várias carnes, envolvidos pelo bucho do animal e cosidos a linha), o prato de míscaros e a Chanfana (de carne velha de cabra ou ovelha). A sopa de feijão, canja, caldo verde o bacalhau cozido ou assado na brasa, as papas de nabos e a ‘brôa doce ou mimosa’ (broa de milho e trigo com ervadoce) compõem a mesa. Na doçaria sublinham-se doces como a marmelada e o doce de abóbora, e o arroz doce, folares de correinhas, farófias, bolo de cornos, entre outros. 

Galo Corado
Serrabulho
Bacalhau à Lagareiro
Doce de Abóbora
Arroz Doce
Bolo de Cornos

O vinho tem também um importante papel na gastronomia desta freguesia, tanto para acompanhar a refeição como para confecionar pratos, nomeadamente as sopas de ‘cavalo cansado’. O espumante bruto faz também as delícias dos habitantes e visitantes. Sobressaem as castas de Baga, Alfocheiro, Castelão, Jeam e Touriga nos vinhos tintos, e as castas como Fernão Pires, Arinto, Rabo de Ovelha, Verdelho, entre outros, nos vinhos brancos. Produtos de elevado valor pertencentes à Região Demarcada de Vinho da Bairrada, cuja vinha na freguesia se deve ao trabalho da Adega Cooperativa de Souselas.